Arquivo

Archive for Julho, 2013

Windows 8

29 de Julho de 2013 Deixe um comentário

Dizem que o Ambiente de Trabalho do Windows desapareceu com o Windows 8. Mas será que desapareceu ou ainda tem algo para nos dar?

Fomos investigar e descobrimos 25 coisas que ainda não consegue fazer como deve ser na nova interface Metro.

1. Desbloquear a barra de tarefas

Clique com o botão direito do rato na barra de tarefas e desmarque a opção “Bloquear Barra de Tarefas”. Assim pode mudá-la de posição ou adicionar e remover elementos.

Desbloquear Barra

2. Obter mais espaço

Depois de desbloquear a Barra de Tarefas pode torná-la maior para arranjar mais espaço para os ícones. Para tal, basta levar o apontador do rato até à parte de cima da barra até este se transformar numa seta dupla. Depois é só clicar e, sem largar o botão do rato, arrastar para cima. O movimento inverso torna a barra mais estreita.

3. Reposicionar a Barra de Tarefas

Clique num espaço vazio da Barra de Tarefas e, sem largar o botão do rato, arraste a barra para o bordo do ecrã onde quer que ela fique.

4. Mudar o tamanho dos ícones

Aceda ao menu das propriedades da Barra de Tarefas. A caixa “Usar Ícones da Barra de Tarefas” permite-lhe escolher o tamanho que os ícones vão ter no Ambiente de Trabalho.

5. Ajustar os ícones da Barra de Tarefas

Pode usar o menu “Botões da Barra de Tarefas” para escolher como é que os ícones são mostrados na barra.

6. Personalizar as notificações

Clicando na seta para cima na esquerda da Área de Notificação vai pôr à mostra todos os ícones que estão escondidos. Depois pode clicar em “Personalizar” para escolher que ícones estão sempre visíveis e que ícones estão escondidos.

7. Janelas em cascata

Para colocar as várias janelas abertas em cascata basta clicar com o botão direito na Barra de Tarefas e escolher “Janelas em Cascata”.

8. Organização

Para colocar as janelas abertas lado a lado automaticamente escolha essa opção na Barra de Tarefas.

9. Abrir uma nova janela

Pode abrir uma janela nova de qualquer programa que esteja a ser executado se clicar no seu ícone na Barra de Tarefas enquanto prime a tecla Shift.

10. Esconder a Barra de Tarefas

Clique com o botão direito do rato na Barra de Tarefas e escolha “Propriedades”. Na janela que aparece existe uma opção que lhe permite ligar e desligar o sistema que esconde automaticamente a Barra de Tarefas sempre que desloca o apontador do rato de cima da barra. Esta funcionalidade serve para dar um pouco mais de espaço ao ecrã.

Esconder Barra

11. Mais ferramentas

Pode adicionar mais ferramentas à sua Barra de Tarefas clicando com o botão direito do rato em cima dela e escolhendo as ferramentas ou barra que quiser adicionar.

12. Ligar a uma pasta

Pode criar uma ligação directa a uma pasta criada por si. Clique com o botão direito do rato em cima da barra de tarefas, escolha “Barras de Ferramentas” e, depois, “Nova Barra de Ferramentas”. Agora basta escolher uma pasta no seu disco para adicionar o seu ícone à Barra de Ferramentas e assim ficar com acesso directo ao conteúdo dessa pasta.

13. Uma visão geral

Clique com o botão direito do rato na barra de tarefas e abra o menu Propriedades. Clique em “Usar Espreitar(?????)” para que o Windows mude para o Ambiente de Trabalho assim que leva o apontador ao canto inferior direito do ecrã.

14. Abrir o Gestor de Tarefas

O Gestor de Tarefas é um programa que existe pelo menos desde o Windows 95 e serve, como o nome indica, para gerir os programas que estão a ser executados, verificar os recursos que cada programa está a usar e fornecer muitas outras funcionalidades e informações importantes.

Se quiser activar esse programa pode clicar com o botão direito do rato na Barra de Tarefas e escolher “Abrir Gestor de Tarefas”. Pode também usar a combinação de teclas CTRL+Shift+ESC.

Gestor de tarefas Windows

15. Arrumar o Ambiente de Trabalho

Se tem muitos ícones no Ambiente de Trabalho pode reduzi-los um pouco usando a opção “Ver, Ícones Pequenos” que encontra no menu que aparece quando clica com o botão direito no Ambiente de Trabalho.

16. Alinhar os ícones

Clique com o botão direito do rato no Ambiente de Trabalho, escolha a opção “Ver” no menu e ligue a opção “Alinhar Ícones à Grelha”. Se quiser fazer o inverso, o processo é o mesmo, mas desligue a opção.

Ícones Windows

17. Atrair os ícones para um determinado sítio

O Windows consegue manter os seus ícones arrumadinhos no Ambiente de Trabalho. Escolha a opção “Ajustar Ícones Automaticamente” clicando com o botão direito do rato no Ambiente de Trabalho e escolhendo a opção “Ver”.

18. Esconder os ícones

Clique com o botão direito do rato no Ambiente de Trabalho e escolha “Ver”. Desligue a opção que diz “Mostrar Ícones do Ambiente de Trabalho”. Apesar de ter desligado a visualização dos ícones, não apagou absolutamente nada, basta abrir a pasta Ambiente de Trabalho no seu disco para ver todo o seu conteúdo.

19. Ordenar

Clique com o botão direito do rato no Ambiente de Trabalho e passe o apontador do rato por cima de “Ordenar Por”. Os ícones vão assumir posições ordenadas consoante a opção que escolher.

20. Criar documentos

Clique com o botão direito do rato no Ambiente de Trabalho, escolha “Novo” e escolha o tipo de documento que quiser criar. O sistema cria um novo documento com um ícone no Ambiente de Trabalho. Para trabalhar nesse documento basta dar dois clique em cima dele.

21. Abrir o relógio

Clique com o botão esquerdo do rato no relógio na Área de Notificação para abrir um relógio e calendário.

Relógio Windows

22. Ver os fusos horários

Clique com o botão direito em cima do relógio, escolha “Acertar Hora e Data” e depois escolha “Relógios Adicionais”.

23. Um relógio digital

No Windows 8, se arrastar o apontador do rato da direita para esquerda no Ambiente de Trabalho vai poder ver o relógio digital.

24. Acertar a hora

O relógio do Windows é acertado automaticamente através do relógio do sistema ou quando se liga à Internet. Mas se quiser acertá-lo manualmente clique com o botão direito no relógio e escolha “Acertar Hora e Data”.

25. Escolher a forma de acerto

Por defeito o relógio do Windows é o relógio do sistema. Se escolher “Tempo da Internet” no ecrã de acerto do relógio, o Windows acerta o relógio de cada vez que se liga à Internet, tomando em conta o fuso horário, o horário de Verão ou Inverno e ainda lhe acerta o relógio interno da máquina para quando não existe ligação à Internet.

Categorias:Informática Etiquetas:,

Apps do Google Play algumas são virús

29 de Julho de 2013 Deixe um comentário
SYMANTEC

Mais de mil apps para Android são potenciais vírus

Analistas da empresa conhecida pelo anti-vírus Norton identificaram, nos últimos sete meses, mais de 1200 aplicações suspeitas na loja Google Play. Apesar de a maioria serem removidos pelo próprio Google pouco depois de estarem disponíveis, alguns ficam na loja durante vários dias.

A Symantec diz que os hackers que desenvolvem estes esquemas devem conseguir receitas significativas, já que rapidamente substituem as apps que são retiradas por outras com esquemas semelhantes.

Um dos casos revelados num relatório da empresa implicava a promoção de um site de conteúdos pornográficos, que levava o utilizador a fazer uma assinatura anual que tem um custo de 3200 dólares. A variante da fraude de ‘one-click’ exige que o envio de um email para registo, obrigando a ligar para um número onde é obtida uma password para entrar no site fraudulento. Só depois é cobrada a assinatura, sem aviso.

A Google analisa as apps da sua loja Play e, na última versão do Android OS (4.3), inclui um scan que alerta para a existência de malware. Contudo, o facto de este novo esquema exigir do utilizador novos passos, torna-o difícil de detetar. “A análise humana pode ser a única forma de identificar este tipo de aplicações”, indicou Joji Hamada, da Symantec, citado no site PCWorld.

No início de julho, a empresa Bluebox descobriu uma “chave” que permite que qualquer um possa ter acesso total a telefones com sistema Android, inclusive roubar dados, espiar ou enviar mensagens. A falha no software está presente em todas as versões do sistema operativo Android, da Google, lançado desde 2009.

Na altura, a BBC explicou que a falha está na maneira de como o Android estabelece a verificação criptográfica dos programas instalados no telefone. Os telemóveis com este sistema utilizam a assinatura criptográfica para verificar se uma aplicação ou programa é legítimo e não foi modificado, no entanto Jeff Forristal, da empresa BlueBox, descobriu um método que possibilita modificar as assinaturas e fazer alterações nas aplicações sem se notar. As apps modificadas ilicitamente concedem livre acesso aos dados do utilizador, sem que o sistema se aperceba que se trata de um programa adulterado.

Categorias:Android, Informática Etiquetas:, , , ,